PMA interdita obra em residencial após descobrir desmatamento de matas ciliares

Últimas Notícias

A PMA (Polícia Militar Ambiental) interditou as obras de um loteamento residencial em Bonito após descobrir o desmatamento de uma área de matas ciliares em um córrego da cidade. Os trabalhadores escavavam a área do córrego para fazer a instalação de galerias pluviais. A proprietária do local foi multada em R$ 30 mil.

Conforme divulgado neste sábado (13), policiais militares ambientais fiscalizavam um loteamento residencial no perímetro urbano, onde eram realizadas obras de implantação com máquinas, e perceberam que a construção era feita dentro de uma área protegida de matas ciliares de um córrego.

Durante a fiscalização descobriram que os trabalhadores escavavam a área do córrego para fazer a instalação de galerias pluviais do empreendimento. A PMA localizou a proprietária do loteamento para verificação se a obra havia licença ambiental e foram informados que a engenheira que realizou o projeto tinha ficado responsável pelo licenciamento.

No local, os policiais verificaram que para a instalação das manilhas de concreto das galerias pluviais, os trabalhadores desmataram a vegetação protegida de mata ciliar do córrego Bonito e que as escavações e tubulações estendiam-se até à margem do curso d’água.

Uma licença ambiental para o loteamento chegou a ser apresentada, porém, as condicionantes não permitiam obras em área protegida de preservação permanente, como a região que foi afetada para a estação das galerias. Por isso as atividades foram interditadas.

A proprietária do loteamento, de 43 anos, é de Campo Grande e foi multada em R$ 30 mil pela infração ambiental. Ela também poderá responder por crime ambiental de degradar área de preservação permanente, que tem pena prevista de um a três anos de detenção. A mulher ainda terá que realizar um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas junto ao órgão ambiental.

Notícias Relacionadas

Lei seca e toque de recolher a partir das 20 horas são algumas das medidas válidas em Bonito a partir de hoje

serviços de delivery relacionados a quaisquer atividades, serviços e empreendimentos mesmo não classificados como essenciais estão autorizados A partir desta...