Rede de apoio feminino se une para ajudar mulheres chefes de família durante pandemia

Últimas Notícias

Em uma semana o grupo doou alimentos e produtos de higiene para 44 famílias

Quando o primeiro caso de Covid-19 foi notificado em Mato Grosso do Sul, ninguém esperava que as consequências da doença fossem se prolongar por mais de um ano. Mesmo diante do surgimento de uma vacina, o Estado, assim como todo o país, se viu no meio de uma segunda onda de contágio, do agravamento da crise na saúde e consequentemente na econômica.

Em Bonito não foi diferente. As famílias mais carentes foram diretamente afetadas com a pandemia. Sem empregos, muitos viram os alimentos sumirem das dispensas. A única saída par sobreviver era contar com o apoio de desconhecidos, que decidiram dedicar parte dos seus dias para ajudar o próximo.

Na capital do ecoturismo no Brasil, uma iniciativa chamou atenção na última semana. O Movimento de Mulheres de Bonito se uniu com outras instituições da cidade e assim criaram uma rede de solidariedade para mulheres chefes de família.

As mulheres do grupo recorreram a comércios, a amigos e até as redes sociais, para conseguir doações e montarem cestas básicas para as famílias bonitenses. Em sete dias – de 6 a13 de abril – 44 famílias foram beneficiadas. Juntos com os alimentos, foram entregues produtos de limpeza para casa e também de higiene pessoal.

Ao Bonito Mais, Yolanda Prantl Mangieri, uma das idealizadoras do projeto, contou que a ideia surgiu da união de várias mãos. No primeiro momento, o grupo recebeu uma lista de 30 famílias lideradas por mulheres que eram atendidas pela Instituto Família Legal e passavam dificuldades por conta da pandemia.

Com o tempo, o número de pessoas que precisavam de ajuda foram aumentando e a solidariedade também. Agora o grupo trabalha diariamente para conseguir doações e a intenção é manter as cestas básicas até o mês de julho. Para essas mulheres, cada cesta básica representa a esperança para aqueles que não tem mais a quem recorrer.

“É inexplicável a sensação de entregar as cestas básicas, principalmente quando as crianças percebem que também bolachas, leite. Nossa, é gratificante”, lembra Yolanda.

Os interessados em ajudar podem doar alimentos e produtos de higiene e limpeza na sede do Instituto Família Legal – localizada na Avenida Paulo VI, 41, no Jardim Andreia – ou também fazer transferência em dinheiro pelo pix 356 00160100. Os valores arrecadados são utilizados nas compras para a cesta básica.

O movimento – O movimento de mulheres de Bonito se formou em 8 de março de 2020, pouco antes da pandemia de COVID-19, com objetivo de reunir mulheres da comunidade bonitense para debater o empoderamento feminino, a desigualdade de gênero e formas de combate a violência contra a mulher, além de realizar ações para emancipar as mulheres dos seus direitos, criando uma verdadeira rede de apoio para mulheres na cidade.

As ideias eram discutidas em um grupo de WhatsApp denominado Mulheres de Atitude, foi nele que surgiu a ideia do movimento solidário.

Hoje a iniciativa também conta com o apoio dos grupos Mulheres do Portal do Rio Formoso e Instituto Família Legal.

Notícias Relacionadas

Período de pré-matrícula da Rede Estadual de Ensino termina nesta quinta-feira

Etapa deve ser realizada pelos pais ou responsáveis e consiste no preenchimento de dados do aluno e seleção da...