Com bandeiras e cartazes, grupo pede fim do toque de recolher em Bonito

Últimas Notícias

Um grupo de aproximadamente 50 pessoas se reuniu na Praça da Liberdade de Bonito, na tarde desta terça-feira (16) para protestar contra os decretos estadual e municipal. Formado por empresários, comerciantes e trabalhadores autônomos, o movimento tinha como principal objetivo pedir pelo fim do toque de recolher, que atualmente é as 20 horas.

O ex-vereador Jorginho Figueiredo falou a pedido do grupo, destacando os danos a economia, que o horário restrito tem causado. “Bonito fechou as portas quando foi necessário. Ficamos meses parado e nos preparamos para o retorno das atividades. Foram elaborados sete protocolos de biossegurança, que são referencias no Brasil inteiro e quando os empresários e comerciantes estavam começando a retomar suas atividades de forma efetiva, foram pegos de surpresa com esse toque de recolher, que é inconstitucional e completamente prejudicial a economia da cidade, que é baseada, grande parte, no turismo”, afirmou.

O grupo também questionou a alegação do Governo do Estado em não ter leitos de UTI, enquanto hospitais de campanha foram desmontados. “Os hospitais de Ponta Porã e Campo Grande foram desmontados e os equipamentos empilhados. Então essa justificativa não serve”, destacou Tânia.

Antes da concentração na Praça da Liberdade, alguns participantes fizeram uma carreata pelas ruas da cidade.

Notícias Relacionadas

Saúde informa sobre campanhas de vacinação no município

A Secretaria Municipal de Saúde informa a população que nesta segunda-feira (26) irá realizar a vacinação de adultos e...