Miranda suspende aulas presenciais da rede municipal até julho

Últimas Notícias

As aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino (Reme) de Miranda só voltam no segundo semestre. É o que está previsto no decreto publicado nesta terça-feira, 2, pela Prefeitura, que decide suspender as aulas presenciais no município até o dia 15 de julho.

O prefeito de Miranda, Edson Moraes (PSDB) justifica, a decisão alegando  “a necessidade de estabelecer procedimentos e regras para fins de prevenção à infecção e à propagação do novo coronavírus particularmente em espaços de confinamento, de modo a reduzir os riscos epidemiológicos de transmissão do vírus e preservar a saúde das crianças que são assintomáticas, evitando-se contaminações de grande escala que possam sobrecarregar o sistema público de saúde”, diz por prefeito por meio do decreto.

A decisão não deve afetar a contratação de professores aprovados no processo de seleção simplificado realizado pela Prefeitura – e que está no processo de lotação dos professores em suas respectivas salas de aula.

A decisão de suspensão das aulas presenciais serve também aos centros de educação infantil.

Notícias Relacionadas

Bandeira cinza: entenda o que “pode” e o que “não pode” em Miranda

Na véspera do início da vigência do decreto estadual nº 15693 que traz medidas restritivas para conter o avanço...