Governador faz troca de secretariado para dar maior dinamismo à administração

Por Redação

Últimas Notícias

Jardim registra novo óbito por Covid-19

O Município de Jardim registrou mais um óbito por Covid-19. Conforme o boletim da Secretaria de Estado de Saúde,...

Dez moradores da região do Sudoeste do Estado acertam a quinta na Nota MS Premiada

O sorteio da Nota MS Premiada deste sábado (27) irá premiar 345 pessoas em Mato Grosso do Sul. Entre...

MS é o 2º no ranking nacional de vacinação

Em contraponto, o Estado já atingiu 3330 mortes O Estado do Mato Grosso do Sul registrou, nesta segunda-feira (1), a...

Prouni abre inscrições para lista de espera nesta segunda-feira

Diferentemente da segunda chamada, a espera não é automática Interessados em entrar na lista de espera de bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos...

Prefeitura de Guia Lopes altera horário de atendimento ao público

A Prefeitura de Guia Lopes da Laguna divulgou, por meios das redes sociais, o novo horário de atendimento ao...

Duas das mais importantes secretarias do Governo de Mato Grosso do Sul, além de Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Civil, têm novos comandos. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (22) pelo governador Reinaldo Azambuja.

Eduardo Riedel deixa a Secretaria de Estado de Governo e Gestão (Segov) e é o novo secretário de Infraestrutura (Seinfra) para, entre outras coisas, coordenar e dar agilidade às entregas do programa Governo Presente. O novo secretário-adjunto da pasta responsável pelas obras é o ex-presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Pedro Caravina.

Na Segov, assume Sergio Murilo Mota. O governador Reinaldo Azambuja explicou que a pasta continuará com as mesmas atribuições. “Estamos consolidando o processo das reformas estruturantes, que vai ser com o mesmo planejamento, continuado pelo Sergio Murilo. Não mudou nada no planejamento da Segov e o Eduardo vai para a Seinfra porque precisamos de uma dinâmica maior para as entregas que nós queremos fazer para a população de Mato Grosso do Sul. Graças ao trabalho de toda equipe e as reformas estruturantes recuperamos a capacidade do ente Mato Grosso do Sul de investir, entregar mais, chegar mais próximo das pessoas”, disse.

Eduardo Riedel assume em um momento em que as chuvas causam prejuízos e demandam investimentos, principalmente para escoar a safra, e terá que gerir obras em um montante que pode ultrapassar a marca de R$ 4,5 bilhões até o fim de 2022. “Estamos iniciando um período de safra, onde a demanda é maior. É um período de muita chuva neste início de ano, mas o mais importante, temos as empresas licitadas, habilitadas para atuar em cima da recuperação dessas áreas. E nós vamos dar prioridade total nisso“, afirmou o secretário.

Já Sergio Murilo assumiu o compromisso de fazer uma gestão voltada para o lado social, além de manter o trabalho de interlocução com as outras secretarias estaduais. “Temos R$ 4,5 bilhões de obras, que é algo realmente relevante. E nós, na pasta que estamos assumindo, vamos pegar as subsecretarias que nós temos e dar uma pitada do social para essa marca e o legado do governador Reinaldo Azambuja”.

Com a aposentadoria do delegado-geral Marcelo Vargas, Adriano Garcia assume o cargo de delegado-geral da Polícia Civil. Ele terá a missão de manter Mato Grosso do Sul com um dos maiores índices de resolução de crimes do país. Já o Coronel Hugo Djan Leite será o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar.

Fonte: Portal do MS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias Relacionadas

Prouni abre inscrições para lista de espera nesta segunda-feira

Diferentemente da segunda chamada, a espera não é automática Interessados em entrar na lista de espera de bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos...