Com vacina aprovada, MS manda avião buscar doses para agilizar imunização

Últimas Notícias

Após aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para o uso emergencial das vacinas CoronaVac e AstraZeneca, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, encaminhou avião ao Estado São Paulo, para buscar as doses disponibilizadas pelo Ministério da Saúde. MS receberá, de imediato, 97 mil doses da vacina Coronavac para imunizar os grupos prioritários e a vacinação terá início na quarta-feira (20).

O secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende ficou responsável por intermediar a chegada da vacina e viajou neste domingo (17) a Guarulhos (SP) para participar do ato simbólico de recebimento, às 7h (horário de Brasília) de amanhã (18). Os imunizantes serão trazidos por uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB).

Nessa primeira etapa serão vacinados os idosos com mais de 60 anos que moram em instituições como casas de repouso, além de indígenas e trabalhadores da área da saúde que estão na linha de frente contra a pandemia de Covid-19.

Em suas redes sociais, o governador destacou que a aprovação do uso emergencial das vacinas CoronaVac e Oxford é uma importante conquista para a ciência e para o povo brasileiro. “Entendo que não há nenhuma outra tarefa mais urgente do que está: imunizar o mais rápido possível toda a população para a retomada da economia e, principalmente, para salvar vidas! ”, afirmou.

Reinaldo reforçou ainda que o MS já tem uma logística construída para que a vacinação inicie imediatamente após a chegada das doses ao Estado e distribuição aos 79 municípios. O Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19 será apresentado oficialmente pelo Governo de Mato Grosso do Sul nesta segunda-feira (18).

Segundo o Resende, todos os municípios receberão em até 48 horas o imunizante. A distribuição dentro do estado será feita pelo Corpo de Bombeiros e pelas Polícias Civil e Militar. “Nosso plano é audacioso. Estamos muito alinhados para iniciar a vacina às 10h na quarta-feira conforme combinado com o Ministério da Saúde. Nós temos um plano de distribuição dessas vacinas em 24 horas ou, no máximo, em 48 horas. Certamente vai ser destinado a todos os municípios do Estado”, disse o secretário.

A Anvisa votou pela aprovação das vacinas na manhã deste domingo (17). A CoronaVac é produzida pelo Instituto Butantan, com o laboratório chinês Sinovac e a AstraZeneca é desenvolvida pela Universidade de Oxford com a Fiocruz.

Notícias Relacionadas

Gestantes que receberam primeira dose da Astrazeneca devem aguardar 45 dias após o parto para D2

Gestantes e puérperas que tomaram a primeira dose da vacina Covid-19 da AstraZeneca devem aguardar o fim da gestação...