De joelhos, grupo reza por profissionais da saúde e pede abertura do comércio

Últimas Notícias

Comerciantes, empresários e trabalhadores autônomos voltaram a se reunir em Bonito, pedindo pela reabertura do comércio no final da tarde desta segunda-feira (29). O grupo se reuniu na Praça da Liberdade e em um ato simbólico, rezou pelas vítimas do Covid-19, bem como pelos profissionais da Saúde. Na sequencia, saíram em caminhada pela Pilad Rebuá, pedindo pela reabertura das atividades na cidade.

Com cartazes e ao som do hino nacional, o grupo ganhou apoio de outros comerciantes, que aguardavam em frente aos estabelecimentos, na principal rua da cidade. Ato simbólico também foi realizado em frente a Prefeitura e na sequencia os manifestantes seguiram pela avenida até a Escola Estadual Luiz da Costa Falcão, onde outro grupo aguardava.

Atualmente Bonito segue o decreto estadual para contenção do coronavírus, no qual determinou o fechamento do comércio não essencial até o dia 4 de abril, bem como o toque de recolher entre as 20h e as 5 horas.

Os manifestantes lembram que a cidade ficou fechada por quase 100 dias em 2020, seguindo todas as recomendações para evitar a disseminação da doença e que para reabertura foram elaborados sete protocolos de biossegurança, segmentados por tipo de atividades e que foram referencia nacional. Além disso, o fechamento gerou uma serie de prejuízos para a economia, incluindo a falências muitas pequenas empresas que dependiam do turismo.

Novo ato está marcado para acontecer na manhã desta terça-feira (30) com carreata saindo de frente da Rádio Bonito FM as 8 horas.

Notícias Relacionadas

Mato Grosso do Sul recebe novo lote com 41.250 doses da vacina da Astrazeneca nesta quinta-feira

Mato Grosso do Sul recebe nesta quinta-feira (15) novo lote com 41.250 doses da vacina da Astrazeneca contra Covid....