Denúncias de confusão em conveniência acabam em prisão por porte de arma

Últimas Notícias

Após denúncias de aglomeração e confusão em uma conveniência do Jardim Tijuca, policiais da 6ª Delegacia de Polícia Civil prenderam o proprietário do local em flagrante por porte ilegal de arma. Ele guardava um revólver calibre 38 com registro vencido desde 2012 no balcão.

Conforme divulgado pela polícia, as equipes da delegacia foram ao local após receberam várias denúncias de tumulto na conveniência. Os relatos desenhavam um cenário de confusões diárias, com motos acelerando, som alto, aglomeração de pessoas sem qualquer respeito as medidas de enfrentamento ao coronavírus e até tiros.

O objetivo inicial era verificar alvarás de funcionamento, mas durante a visita os policiais encontraram uma arma debaixo do balcão, ao lado do caixa. O proprietário do estabelecimento assumiu que o revólver calibre 38, que estava com três munições, era seu e por isso foi preso em flagrante.

Segundo a polícia, o revólver tinha registro no Sistema Nacional de Armas, mas o documento estava vencido desde 2012.

Notícias Relacionadas

Lei seca e toque de recolher a partir das 20 horas são algumas das medidas válidas em Bonito a partir de hoje

serviços de delivery relacionados a quaisquer atividades, serviços e empreendimentos mesmo não classificados como essenciais estão autorizados A partir desta...