Suspeito de atear fogo em casa, tenta matar homem de 61 anos com chave de fenda

Últimas Notícias

Um homem de 61 anos teve o ouvido esquerdo perfurado com uma chave de fenda durante tentativa de assassinato nesta terça-feira (23), em Bonito. O autor do crime, um homem de 30 anos, também é suspeito de atear fogo na casa do vizinho da vítima no começo da semana. Ele é procurado pela polícia.

Segundo o boletim de ocorrência, após denúncias, os policiais encontraram a vítima ensanguentada, caminhando com dificuldade e sem ouvir nada do lado esquerdo, mas ainda consciente. Ela contou que dias atrás um homem invadiu sua casa e furtou alguns objetos, como sabia que ele era autor de diversos crimes, resolveu levar o caso à polícia. O suspeito, no entanto, descobriu e decidiu se vingar.

Na manhã de ontem, o homem invadiu a casa da vítima e usou uma chave de fenda para matá-la. Ela foi atingida com um golpe no ouvido esquerdo. O autor tentou perfurar a cabeça do morador, mas ele conseguiu segurar o braço do homem, que fugiu logo em seguida.

Após ser amparado pelos policiais, o homem foi levado para o hospital da cidade. Exames preliminares constataram que a lesão causada pelo autor no ouvido da vítima era gravíssima e que houve risco de perfuração craniana. Por conta disso, ela foi transferida para Campo Grande, onde passa por avaliação de médicos especialistas.

Buscas pelo suspeito foram feitas por toda a cidade, mas ele ainda não foi encontrado. Na delegacia, as equipes encontraram boletim de ocorrência apontando o homem como autor de um furto na semana passada. Além disso, a reportagem apurou que ele é investigado por atear fogo na casa do vizinho da vítima, na madrugada de segunda-feira (22).

O caso foi noticiado pelo Bonito Mais. O morador de 56 anos procurou a polícia depois de acordar com um barulho de explosão e encontrar a casa pegando fogo. Durante o registro do crime, ele relatou ter visto o suspeito fugir de sua casa e que ele e o vizinho estavam sendo ameaçados de morte há alguns dias.

O autor dos crimes é procurado pela polícia. O caso foi registrado como homicídio qualificado, para assegurar a execução, a ocultação, a impunidade ou vantagem de outro crime, na forma tentada local.

Notícias Relacionadas

Período de pré-matrícula da Rede Estadual de Ensino termina nesta quinta-feira

Etapa deve ser realizada pelos pais ou responsáveis e consiste no preenchimento de dados do aluno e seleção da...