Técnica Betinha e irmã Luiza são primeiras bonitenses vacinadas

Últimas Notícias

A técnica em enfermagem Elizabeth Batista de Araújo, 62 anos, e a anciã do Asilo São José,  irmã Luíza, 78 anos, foram as duas primeiras pessoas a receberem a vacina contra o Covid-19 em Bonito. O ato aconteceu em uma cerimonia simbólica, na tarde desta terça-feira (19) na sede do Asilo.

Mulheres de garra, mas acima de tudo, mulheres de fé. Uma, dedica a vida a cuidar dos idosos, seja no Brasil, no Chile ou na Argentina, por onde já fez morada, e a outra, ajuda a trazer a vida ao mundo. A Bethinha, como todos conhecem, trabalha no Hospital Darci João Bigaton há 22 anos e durante este caminho, deixou marcas na vida de muitas gestantes e mãezinhas.

Em cada depoimento, em cada história, uma única palavra define o carinho da técnica de enfermagem com as mães e os bebês durante o tempo que permaneceram no hospital: gratidão. E agora, é esse mesmo sentimento que transborda de Betinha. A única palavra que usou para descrever a experiência de ser escolhida para receber a primeira dose da CoronaVac em Bonito foi ‘Gratidão’.

“Nós estamos tão expostos, por conta disse tivemos que abrir mão de convivências, de momentos com nossos familiares. Essa vacina é para nós a esperança. Agradeço por poder recebe-la e rezo para que logo, todos possam ter acesso”, afirmou a técnica.

Já a Irmã Luíza, deixou a Itália para rodar o mundo seguindo sua fé e ajudando quem precisa. Já esteve em muitas missões e há 58 anos vive na América Latina, sendo 24  deles no Chile e os últimos 7 em Bonito, cuidando dos idosos e do funcionamento do Asilo São José.

“Eu sinto que, como qualquer ser humano, tenho que agradecer por isso. Primeiro a Deus e também aos cientistas, que se dedicaram incansavelmente a desenvolver uma vacina tão rapidamente. Ficamos felizes de sermos incluídos nesse primeiro grupo. Isso vai significar muito para os idosos daqui. Uma esperança de poder voltar a receber as visitas, que tanta falta nos faz”, detalha a Irmã, ao lembrar que a quarentena tem um gosto ainda mais solitário quando se vive em um local assim.

Bonito recebeu 326 doses, que vão imunizar 163 pessoas, sendo 124 profissionais da saúde, 14 cuidadores do Asilo e 24 idosos da Instituição. “Lembrando que são duas doses para cada pessoa, porque a vacina precisa ser reforçada após 28 dias. Nós esperávamos uma quantidade maior, o programa do Estado previa isso, mas infelizmente a produção ainda não é suficiente para atender a todos. Não conseguiremos nem sequer atender a todos os profissionais da saúde, que são quase 300 aqui em Bonito. Concentramos em imunizar os que estão na linha de frente e torcemos para que em breve, cheguem mais doses”, detalhou o secretário de Saúde, Nivaldo Inácio.

Notícias Relacionadas

Pessoas que receberam a D1 da AstraZeneca até 6 de julho, já podem tomar a D2 em Bonito

Entre esta quarta e sexta-feira (15 a 17) será aplicada a 2ª dose da vacina AstraZeneca em quem recebeu...