Prefeitura e Agehab sorteiam quadras e lotes do Lote Urbanizado e anunciam benefícios aos contemplados

Últimas Notícias

A Prefeitura de Bonito, por meio do Departamento Municipal de Urbanização e Regularização Fundiária (Demurf), e a Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), realizou na manhã desta quarta-feira (16) o sorteio de quadras e lotes do programa Lote Urbanizado Rio da Prata. A assinatura do contrato está prevista para a próxima semana, durante agenda do governador no município.

“As bases estão quase todas prontas e que a expectativa é que possamos assinar os contratos já na semana que vem, para que vocês possam dar início as construções. O prefeito Josmail Rodrigues pediu pessoalmente a ´presidente da Agehab, Maria do Carmo, porque entende que quanto mais rápido vocês assumirem a obra, mas cedo poderão se mudar e sair do aluguel”, disse o diretor do Demurf, José Cavalheiro.

Antes do sorteio, a coordenadora de demanda habitacional da Agehab, Flavia Cristina Anderson explicou aos contemplados como vai funcionar cada etapa do programa e os prazos que terão para construção de cada etapa. Ela também informou que o Governo do Estado disponibiliza duas linhas de financiamento para a cobertura da casa, que envolvem o telhamento e estrutura metálica.

“Eu fiz o cálculo e para vocês a compra do material para estas duas etapas ficaria em torno de R$ 8,2 mil, que vocês poderão financiar pelo Governo do Estado, divido em até 60 parcelas e a carência de 24 meses, ou seja, só vai começar a pagar quando vencer os dois anos de construção”, detalhou.

José Cavalheiro também acrescentou que o município, em comum acordo com a Câmara dos Vereadores, aprovou uma ajuda de custos, no valor de quase R$ 5 mil para cada contemplado, que será liberado após a conclusão do ‘oitão’.

“Esse valor é para ajudar vocês na compra de portas, janelas, louças, enfim, o que for necessário para a conclusão da obra e com os financiamentos do Governo do Estado, vocês terão garantidos boa parte dos materiais da obra, tendo que se esforçar um pouco mais nesse começo, para levantar as paredes e pilares”, concluiu.

Foram beneficiadas pelo programa, famílias com renda familiar de até R$ 4.685,00, com condições financeiras para adquirirem os tijolos e os cimentos até o respaldo. Na assinatura do contrato, cada contemplado receberá uma cartilha com todos as instruções para a construção.

O município participa com o terreno e a assistência técnica, já o Governo do Estado constrói a base da casa até a primeira fiada de tijolos e o cidadão dá continuidade  na construção de sua moradia. O prazo para a conclusão da moradia é de 24 meses, ou seja dois anos, e, somente com a conclusão da construção da moradia, que a mesma poderá ser habitada.

Fonte: PMB

Notícias Relacionadas

Bonito está sob alerta de chuvas intensas até às 18 horas de terça-feira

A Capital do Ecoturismo de Mato Grosso do Sul está sob alerta de chuvas intensas, entre 30 e 60...