Homem condenado por homicídio de capataz em fazenda é preso 8 anos após o crime

Últimas Notícias

Um homem de 29 anos, condenado pelo homicídio de Adalberto Gavilan Da Silva,59 anos em 2013, em fazenda na cidade de Corumbá foi preso na vila Angélica 2, em Jardim no último sábado (5). Ele cometeu o crime após um desentendimento com a vítima, que era capataz de uma fazenda onde ambos trabalhavam e depois fugiu, sendo localizado apenas agora.

Conforme informações da Polícia Civil, o mandato de prisão foi expedido pela Comarca de Corumbá, onde o crime foi cometido e a prisão foi realizada pelos policiais Setor Investigações Gerais de Jardim.

O crime aconteceu quando Adalberto , que era capataz de fazenda, teve um desentendimento com o peão por motivos de trabalho, e teria ligado para o patrão contando o ocorrido entre eles e pedindo que viesse levar o mesmo embora, já que não servia para continuar na fazenda. Ao ficar sabendo da demissão, o homem não gostou e quando Adalberto estava na cozinha ele teria chegado pelas costas da vítima atirando por 5 vezes matando-o na hora, na frente dos dois filhos menores que acompanhavam o pai no trabalho.

Após o homicídio ele fugiu não sendo mais localizado. Informações obtidas pelos policiais deram conta de que o assassino estaria na cidade visitando seus familiares, movimentaram os agentes que monitoraram a casa e conseguiram prender o acusado que foi encaminhado ao 1° DP ficando à disposição da justiça.

Notícias Relacionadas

Jardim vacina 470 pessoas contra o Covid-19 na manhã deste sábado

O mutirão de vacinação contra o Covid-19 em Jardim imunizou 470 pessoas com idade a partir de 40 anos...