Cheia no Rio Nioaque continua e número de famílias desalojadas sobe para 44

Últimas Notícias

A cheia no Rio Nioaque continua e o número de famílias desalojadas pela inundação nesta quarta-feira (20) chega a 44. Segundo informações da Defesa Civil do município, do dia 1º de janeiro até ontem foi registro acúmulo de 523 milímetros de chuva na região.

Nioaque está em alerta por conta das chuvas intensas desde o dia 15 deste mês, mas no início desta semana a situação se agravou. Os rios que cortam o município transbordaram e alagaram áreas rurais e urbanas. Na tarde desta terça-feira (19) o prefeito Valdir Júnior (PSDB) decretou estado de emergência em virtude aos estragos causados pela enchente.

Em entrevista ao Bonito + o prefeito explicou que os alagamentos além de tirar moradores de suas casas, causaram danos a estradas e pontes, por isso a medida foi necessária. Até a tarde de ontem, 10 famílias haviam sido resgatadas. Nesta manhã o número chegou a 44, um total de 129 pessoas desalojadas.

Conforme a Defesa Civil, uma idosa que não tem parentes no município foi alojada em um hotel. Os outros moradores são atendidos pela Secretaria de Assistência Social do Município e recebem alimentação diária. Elas ainda devem ser cadastradas para receberem cesta básica durante o tempo que permanecerem desalojadas.

Para melhorar o atendimento as famílias atingidas, a prefeitura também orienta que os desalojados procurem atendimento na Escola Municipal Guilherme Corrêa da Silva, onde serão cadastradas e receberão assistência.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) a previsão para essa tarde é de pancadas isoladas e trovoadas. Apesar disso, a Defesa Civil informou que as chuvas diminuíram e por isso o leito do rio está voltando ao normal.

Notícias Relacionadas

Adolescente ferido em acidente com caminhão está em estado grave na Santa Casa

O ciclista de 17 anos gravemente ferido em acidente com caminhão de mudança em Bonito permanece internado na Santa...