Com baixo estoque de sangue, Santa Casa cancela procedimentos e faz triagem para definir prioridades

Últimas Notícias

Campanha para doação de sangue feita pela Santa Casa de Campo Grande relevou a situação crítica em que se encontra o estoque do Hemosul (Hemocentro Coordenador de Mato Grosso do Sul). Com a falta de todas as tipagens sanguíneas, o maior hospital do Estado precisou fazer triagem de transfusão e até cancelar cirurgias não urgentes.

Segundo divulgado pela Santa Casa, o problema de abastecimento acontece há vários meses, mas se agravou no início de dezembro. O nível no estoque está tão crítico nas últimas semanas que o recebimento de bolsas de sangue apenas ameniza a situação. Por conta disso, o hospital precisou fazer triagem na transfusão e deixou de atender 46 pacientes.

“Na semana passada, entre os dias 24 e 27 de janeiro, foi necessário fazer uma triagem dos pacientes com necessidade de transfusão. Só os casos mais graves receberam sangue. Nesse período, 46 pacientes não receberam sangue”, divulgou em nota.

A falta de doações também interferiu nas cirurgias. Apesar de não serem suspensos, os procedimentos não urgentes, em torno de 15 nos últimos dias, foram cancelados por falta de sangue nos estoques.

Essa queda é resultado da falta de doações no Hemosul, responsável pelo abastecimento dos bancos de sangue em todos os hospitais da rede pública e privada do Estado, que no último dia 15 estava com os estoques em 14%.

Para doar é necessário ter documento oficial com foto, se alimentar bem antes de doar, possuir mais de 55 kg, e ter idade entre 16 e 69 anos. O Hemosul em Campo Grande fica na rua Avenida Fernando Corrêa da Costa, 1.304, Centro e a doação pode ser feita das 7h às 17h durante a semana e das 7h às 12h no sábado.

Notícias Relacionadas

Na reta final, Vanda Camilo lidera disputa pela Prefeitura de Sidrolândia, diz Sensor

A prefeita interina de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP) chega às vésperas da eleição suplementar para a Prefeitura da cidade...