“A ciência teve um papel importante com a humanidade” diz índia terena, sobre a vacina contra a Covid-19

Últimas Notícias

A indígena terena, professora Evanilda Rodrigues, é representante das Mulheres da Articulação Estadual dos Povos Indígenas e foi uma das vacinadas em Miranda, MS. O município, que fica a 210 quilômetros de Campo Grande, possui a maior concentração de indígenas da etnia terena do Brasil, com quase nove mil indivíduos.

Evanilda vive na aldeia Passarinho, uma das das 9 aldeias, da cidade. O município recebeu, inicialmente, 5600 dose da vacina Coronavac para imunizar 2800 indígenas. Um deles foi Evanilda, que conta a emoção de estar imunizada.

Ela fala da importância da vacina:  “Falo aqui como liderança, Professora, mãe, avó e também militante das causas Indígenas. Ser vacinada foi emocionante pois, com a chegada dessa vacina em minha comunidade, vi que ainda havia esperança de novamente meu povo seguir em frente com as nossas lutas pelos nossos direitos. A ciência com seu avanço teve um papel importante com a humanidade e mais emocionante foi ver essa vacina chegar em nossas comunidades. Só de lembrar fico entristecida com nossos líderes, parentes, amigos que se foram por causa do Covid- 19 e não puderam ver a chegada da vacina. Seguimos firmes com as orientações de distanciamentos, usando álcool em gel e máscaras”

Notícias Relacionadas

Adolescente é apreendido por praticar diversos furtos em comércios de Miranda

Um adolescente de 16 anos foi apreendido na manhã desta quarta-feira (15) após invadir dois comércios de Miranda e...